9 de novembro de 2011

O meu estranho.

Hoje, meti-me num canto com os phones para dentro no vulume máximo. Tinha os olhos aguados, mas pensava que as minhas repas os tapavam portanto não me esforcei a disfarçar. Mal sabia eu que toda a gente que passou viu. Mas o único que se chegou à frente, foi um rapaz. Mais novo que eu, um ou dois anos, no entanto confesso que era bem bonito *o*
« olá ! »
« oi » respondi-lhe com uma voz um bocado tremida. Ele estremeceu ao ouvir-la e disse:
« precisas de alguma coisa? há alguém a encomedar-te? » perguntou fazendo gestos com as mãos.
« não, não, obrigada » esforcei-me e fiz um sorriso. afinal não conhecia o rapaz de lado nenhum e ele estava a ser muito simpático.
« então estás fixe ? » fez o sinal de «fixe» com as mãos e cumprimiu os lábios.
« yap, obrigada na mesma »
ele só sorriu. e eu sorri também.

Sem comentários: