29 de dezembro de 2011

« - Não peço muitas garantias. Vou dizer-te o que quero. Quero rir-me contigo. Sentar-me a olhar para ti. Acordar sem nada em que pensar senão no teu corpo quente e macio contra o meu. Quero que vivamos em paz um com o outro. Que estejamos juntos e construamos uma vida juntos. Se pudermos ter isso, então tudo isto valeu a pena. »
- Deborah Smith, Segredos do Passado.

Sem comentários: