5 de janeiro de 2012

quero todas as coisas más.

Quero tudo que doía. Quero tudo que me faça sofrer. Quero sentir a minha pele queimar. Quero sentir o sangue a escorrer pelo meu braço. Quero ver as cicatrizes. Quero apagar o cigarro com a mão. Quero ver tudo a andar à roda. Quero responder mal a toda a gente. Quero que me digam que estou a ficar sem sentido nenhum, que já não me conhecem. E quero que percebam o quê que me fez isto. As ideias malucas da sociedade. As mentiras que nos dizem. Devem ser vós próprios, customava-me dizer a minha professora do 4º ano. No 8º, sou gozada por gostar do Spongebob ou por me orgulhar de ter ocúlos. Toda a gente devia-se calar e deixar-nos ver o mundo por nós próprios. Chega de mentiras.


[ quero pedir desculpa a toda a gente que acabou de ler o texto. sei que está deprimente, mas é só isto que me saí. ]

Sem comentários: