11 de janeiro de 2012

to infinity & beyond.

Tell me, would you kill to save a life?
não quero que ela vá. sei que é muito para pedir, mas quero que ela fique. se ela for, também vou. prometi-lhe que ia estar sempre com ela, não lhe vou faltar agora. o que sinto por ela é maior que o universo, um mundo sem ela já não me parece brilhante. preciso dela, preciso dos abraços e dos beijinhos na testa. & olhem lá para mim, a ficar dependente de outra pessoa, outra vez, ahah. pedi-lhe para ficar, sabem? nunca me senti tão egoista. sei que a vida dela está dificil e meti as minhas necessidades à frente. sempre haverá aquele momento, ao fim do dia, quando toda a gente se tiver ido embora e eu vou estar lá à sua espera para abraça-la e não dizer uma única palavra. não é preciso, conhecemo-nos assim tão bem.
amo-te, desde o inicio até ao infinito. disso fiz clareza.

Sem comentários: